Domingo, Dezembro 17, 2017
   
Texto
Login

Busca

20ª Pomitafro atrai mais de 10 mil pessoas para Vila Pavão e supera as expectativas

Imprimir

Com grande presença de público, terminou na noite do último domingo (08), a edição 20ª da Pomitafro. O evento celebra a integração e interação dos três grupos étnicos predominantes, o pomerano, o italiano e o africano que ajudaram a colonizar esse pedaço de chão que hoje é chamado de Vila Pavão.

Nos três dias de festa, a cidade atraiu gente de todas as partes do Espírito Santo. De acordo com informações do Conselho Municipal de Segurança Pública de Vila Pavão (Consevipa), pelo menos 10 mil pessoas passaram pelo evento. Só no 1º percurso Pomitafro, realizado no sábado (07) na parte da tarde, participaram do desfile na rua central da cidade aproximadamente 2.500 pessoas.

O parque do entorno da UBS, local da realização, combinou com a estrutura montada dando um bonito visual à festa.
As novidades da 20ª Pomitafro foram a “Tenda Cultural”, local onde ocorreram as apresentações dos grupos folclóricos, tocadores de concertina e atrações variadas; as “Esquinas Culturais”, eventos que aconteceram simultaneamente em vários pontos dentro da cidade com diversas atividades culturais e recreativas; o 1º Percurso Pomitafro com alas das três etnias; atendimento itinerante pela equipe do Arquivo Público Estadual e o I Encontro de Carros Antigos da Pomitafro.

Alegria do povo
Para o vice-prefeito José Wilson Vieira, resgatar a Pomitafro, significa resgatar também a alto estima, dignidade e alegria dos habitantes de Vila Pavão. “Não foi fácil resgatar essa grande festa. Mas a participação e contribuição da sociedade, comerciantes, empresários e servidores nos deu força para estar aqui hoje celebrando. Valeu sim, a pena lutar pelo seu retorno. A nossa recompensa é o brilho de alegria que estamos vendo no olhar do nosso povo”, disse.

Avaliação
A 20ª Pomitafro foi organizada pela Prefeitura Municipal, mas quem a realizou foi a sociedade civil. A afirmação é do secretário de Cultura e Turismo Gil Leandro Breger L. Vaz. Segundo ele, o balanço preliminar da festa é extremamente positivo em todos os sentidos. “Se não fossem os voluntários, colaboradores e as parcerias com os empresários e comerciantes não haveria festa. Essa parceria nos possibilitou economizar cerca de 60% dos recursos gastos no evento”, disse.

O secretário observou que o envolvimento da sociedade civil, além de comovente, este ano aconteceu com muito mais intensidade. Em avaliação preliminar, ele afirma que a parte cultural da 20ª Pomitafro foi bem explorada. “Então, a festa superou as nossas expectativas. A participação do público foi extraordinária. A eleição das rainhas no primeiro dia já antecipou o que viria a seguir. As novas atrações: as Esquinas Culturais, o 1º Percurso Pomitafro, o stand do Arquivo Itinerante prestando informações sobre o passado da população e a exposição de veículos antigos foram sucesso total; as apresentações do grupos de danças e os shows musicais empolgaram a todos; a Praça de Alimentação foi um grande trunfo, possibilitou a interação entre as barracas típicas e o público. No aspecto segurança, o policiamento que contou com o reforço da Força Tática de Nova Venécia desempenhou um trabalho elogiável, não havendo qualquer incidente grave. Estão de parabéns também a secretaria de Obras e a secretaria de Agricultura, que fizeram um trabalho muito bom de preparação e zelo da festa”, pontuou o secretário.

Cultura e turismo como fonte de renda e oportunidade
Vila Pavão possui segundo o prefeito Irineu Wutke um grande potencial cultural e turístico que precisa ser mais bem trabalhado. Ele destacou isso no seu discurso na abertura do evento. “Essa programação cultural com belas imagens e muita música trará com certeza retorno de felicidade e de ânimo para todas as pessoas. A Administração Municipal está virando o seu olhar para a Cultura e Turismo porque vislumbra também nesses setores, fontes de renda e oportunidade para o município. Esses milhares de pessoas que passaram pelo nosso município nesses três dias, além de abrilhantar a nossa festa, contribuíram com a nossa economia. Elas se hospedaram nos hotéis da cidade, se alimentaram nos restaurantes e compraram em nosso comércio. Então, podemos afirmar que sem medo de errar que Cultura e Turismo são um bom negocio”, disse o prefeito.

Login Form